segunda-feira , 21 de outubro de 2019
Novidades
Home / Notícias / Bahia / A greve é responsável por prejuízo de mais de R$ 570 milhões para exportadores do Vale do São Francisco
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A greve é responsável por prejuízo de mais de R$ 570 milhões para exportadores do Vale do São Francisco

Principal exportador de frutas do Brasil, o Vale do São Francisco, na Bahia, soma prejuízo de R$ 570 milhões por causa da paralisação dos caminhoneiros.

O Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina afirmou, em nota, que a greve fez com que o setor deixasse de comercializar para os mercados interno e externo 40 mil toneladas de uvas, 60 mil toneladas de mangas e 200 mil toneladas de outras frutas, como acerola, banana, coco e mamão. A categoria afirmou ao Correio que 80% da safra a ser colhida esta semana poderá ficar comprometida por falta de mercado.

O sindicato diz que “reconhece a legitimidade do movimento dos caminhoneiros, por que também sentem o alto custo do diesel na atividade agrícola” e pede aos poderes públicos competentes  que agilizem as negociações.

Sobre Móises Bisesti

Móises Bisesti
Apresentador do programa de rádio “Força do Povo”, MOISÉS BISESTI dirigi a equipe de jornalismo da Rádio Cruzeiro, que tem audiência em 75% dos municípios da Bahia. Formado em Economia pela UCSAL, em Direito pela Faculdade do Nordeste e em Rádio e Televisão pela Gama Filho, atua há vinte e cinco anos na área de comunicação social sempre em contato direto com o público e autoridades políticas, médicas e jurídicas. Iniciou sua carreira como repórter da TV Itapoan/ Rede Record, no Telesportes e Lance livre na área de esportes, além do Balanço Geral programa jornalístico. Na TV Band apresentou o Jogo Aberto, também na linha de jornalismo popular, trabalhando como âncora da Band News FM. Defende a liberdade das ideias, a informação da notícia centrada no fato, na busca da verdade mantendo a objetividade e independência com foco na prestação do serviço público. Com uma linguagem moderna, leve e desenvolta conquista pela clareza e objetividade nas informações sem perder de vista a ética e responsabilidade do comunicador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *