quarta-feira , 12 de dezembro de 2018
Novidades
Home / Notícias / Alvos da PF usam Refis para parcelar R$ 4 bi em autuações por corrupção
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Alvos da PF usam Refis para parcelar R$ 4 bi em autuações por corrupção

Empreiteiras, agências de publicidade, empresas do setor elétrico e outras companhias investigadas pela Polícia Federal parcelaram pelo Refis, programa de refinanciamento de débitos tributários, cerca de R$ 4 bilhões em autuações da Receita Federal por fraudes e corrupção. Na estimativa de auditores, o valor representa 20% das mais de 3.000 autuações desde que a Operação Lava Jato estourou, em março de 2014, até o início deste ano. O fisco cobra R$ 20 bilhões. Nos processos, a Receita quer receber o IR (Imposto de Renda) sobre valores pagos e recebidos que, segundo a PF, foram feitos ilegalmente —mesmo que o dinheiro tenha sido devolvido depois por meio de acordos de colaboração ou leniência. Aumento de patrimônio, lucros realizados e omissão de receitas, por exemplo, foram usados pelos auditores para autuar empresas, políticos e empresários envolvidos nos esquemas de corrupção na Petrobras e em outras empresas estatais. Flagradas pela Operação Lava Jato no esquema de corrupção em contratos da Petrobras, Galvão Engenharia, OAS e Constran parcelaram R$ 160 milhões, R$ 20 milhões e R$ 10 milhões em autuações, respectivamente, segundo apurou a reportagem. R$ 4 bilhões é o valor estimado por auditores do parcelamento dessas autuações pelo Refis de cerca de mil empresas.R$ 20 bilhões é o valor das autuações da Receita em empresas envolvidas nas investigações da Lava Jato e demais operações da Polícia Federal

Sobre Redação MBQ NEWS - AB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *