quinta-feira , 4 de junho de 2020
Novidades
Home / Notícias / Bahia / Ampliada vacinação contra febre amarela para extremo sul e Vitória da Conquista
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Ampliada vacinação contra febre amarela para extremo sul e Vitória da Conquista

Em decorrência da situação epidemiológica da febre amarela no País, com o registro recente de mortes em São Paulo, Goiás e Minas Gerais, incluindo regiões que fazem divisa com a Bahia, a Secretaria da Saúde (Sesab) reforça ações de monitoramento, vigilância e controle da doença e também intensifica a imunização. Além da vacinação da população dos municípios baianos que fazem limite com municípios mineiros, a Sesab solicitou ao Ministério da Saúde a ampliação da imunização para cidades com elevada circulação de pessoas oriundas de Minas Gerais. Como são os casos de Teixeira de Freitas, onde recentemente foi notificado um caso da doença em uma pessoa residente em Teófilo Otoni (MG) e Vitória da Conquista, um importante eixo rodoviário ligado com o norte e nordeste de Minas Gerais, onde estão localizados os municípios com ocorrência de casos e mortes por febre amarela.

Sobre Móises Bisesti

Móises Bisesti
Apresentador do programa de rádio “Força do Povo”, MOISÉS BISESTI dirigi a equipe de jornalismo da Rádio Cruzeiro, que tem audiência em 75% dos municípios da Bahia. Formado em Economia pela UCSAL, em Direito pela Faculdade do Nordeste e em Rádio e Televisão pela Gama Filho, atua há vinte e cinco anos na área de comunicação social sempre em contato direto com o público e autoridades políticas, médicas e jurídicas. Iniciou sua carreira como repórter da TV Itapoan/ Rede Record, no Telesportes e Lance livre na área de esportes, além do Balanço Geral programa jornalístico. Na TV Band apresentou o Jogo Aberto, também na linha de jornalismo popular, trabalhando como âncora da Band News FM. Defende a liberdade das ideias, a informação da notícia centrada no fato, na busca da verdade mantendo a objetividade e independência com foco na prestação do serviço público. Com uma linguagem moderna, leve e desenvolta conquista pela clareza e objetividade nas informações sem perder de vista a ética e responsabilidade do comunicador.