sábado , 20 de janeiro de 2018
Novidades
Home / Destaque / Crise fiscal do país abre embate entre BNDES e o Governo
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Crise fiscal do país abre embate entre BNDES e o Governo

O governo do presidente Michel Temer (MDB) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) batem cabeça a respeito da situação fiscal do país, em uma equação que parece não fechar. O FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) pede ao banco devolução de R$ 20 bilhões para arcar com seguro- desemprego e abono. O BNDES também é instado a devolver R$ 130 bilhões ao Tesouro para que este cumpra a “regra de ouro”. Ela impede a União de captar recursos em empréstimos no mercado em volume superior ao que pretende gastarem investimentos. Carlos Thadeu de Freitas, diretor da área financeira e internacional do BNDES, diz que é possível pagar os R$ 130 bilhões no segundo semestre. Para isso, porém, os empréstimos do banco não poderiam passar de R$ 90 bilhões, e os recursos do FAT não seriam devolvidos. Caso contrário, o repasse ao Tesouro seria menor. Para um executivo do banco, o governo joga uma “bomba de fumaça”. Ao se recusar a pagar a dívida, o BNDES também se tornaria responsável pela crise fiscal. “A situação fiscal é das piores já vividas”, afirma Felipe Salto, diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente, do Senado. Segundo Salto, o déficit parou de piorar, mas a dívida pública ainda é muito alta e crescente: “Passou da hora de colocar o dedo na ferida”, diz.

Sobre Redação MBQ NEWS - AB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *