segunda-feira , 21 de outubro de 2019
Novidades
Home / Destaque / Impressora 3D é capaz de imprimir pele humana
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Impressora 3D é capaz de imprimir pele humana

Cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, anunciaram o desenvolvimento de uma impressora portátil 3D capaz de produzir pele humana. A tecnologia permite fazer a aplicação de camadas de tecido da pele diretamente em pacientes, com a finalidade de cobrir ou curar ferimentos. O gadget, do tamanho de uma caixa de sapatos, foi construído por uma equipe liderada pelo estudante de doutorado Navid Hakimi, sob a supervisão do professor Axel Guenther.

mw-860

Segundos os cientistas, a impressora é uma alternativa a um enxerto de pele convencional, com o diferencial de não exigir que a pele saudável seja removida de um doador e enxertada no paciente. Ao invés disso, o pequeno dispositivo – que pesa menos de 1 quilo – pode ser usado como um ejetor de fita branca, de maneira que vai desenrolando o tecido da pele “tinta bio” diretamente nas áreas afetadas.

Apesar de essa impressora de pele 3D portátil ainda não ter sido testada em seres humanos – somente em ratos e porcos –, os pesquisadores acreditam que este seja o primeiro dispositivo que pode formar a pele diretamente em cima de um ferimento, com o tempo médio de apenas 2 minutos. “Nossa impressora de pele promete adaptar tecidos para pacientes específicos e características da ferida. E é muito portátil”, explica Navid Hakimi.

E parece que a ideia de impressões de pele não é exclusividade do Canadá; pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, também usaram impressoras 3D para colocar o enxerto diretamente na pele de pacientes.

Sobre Móises Bisesti

Móises Bisesti
Apresentador do programa de rádio “Força do Povo”, MOISÉS BISESTI dirigi a equipe de jornalismo da Rádio Cruzeiro, que tem audiência em 75% dos municípios da Bahia. Formado em Economia pela UCSAL, em Direito pela Faculdade do Nordeste e em Rádio e Televisão pela Gama Filho, atua há vinte e cinco anos na área de comunicação social sempre em contato direto com o público e autoridades políticas, médicas e jurídicas. Iniciou sua carreira como repórter da TV Itapoan/ Rede Record, no Telesportes e Lance livre na área de esportes, além do Balanço Geral programa jornalístico. Na TV Band apresentou o Jogo Aberto, também na linha de jornalismo popular, trabalhando como âncora da Band News FM. Defende a liberdade das ideias, a informação da notícia centrada no fato, na busca da verdade mantendo a objetividade e independência com foco na prestação do serviço público. Com uma linguagem moderna, leve e desenvolta conquista pela clareza e objetividade nas informações sem perder de vista a ética e responsabilidade do comunicador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *