Novidades
Home / Notícias / Mundo / Organização para a Proibição das Armas Químicas: investigação confirma uso de cloro em ataque
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Organização para a Proibição das Armas Químicas: investigação confirma uso de cloro em ataque

A Opaq (Organização para a Proibição das Armas Químicas) revelou nesta quarta-feira (16) que “provavelmente” foi usado cloro em um ataque contra a cidade de Saraqeb, na Síria, em fevereiro. De acordo com o comunicado da entidade, que está realizando uma missão de investigação sobre o possível ataque químico na região, existe a suspeita de que o “cloro foi liberado dos cilindros por impacto mecânico no bairro de Al Talil, em Saraqeb”.

A Opaq ainda revelou que “vários pacientes foram tratados pelos sintomas correspondentes a uma exposição ao cloro”. Na ocasião, o Observatório Sírio dos Direitos Humanos confirmou que 11 pessoas foram atendidas com dificuldades respiratórias após o ataque, realizado no dia 4 de fevereiro.

A entidade ainda está esperando os resultados de uma investigação de um ataque em Duma, na Síria, na qual deixou ao menos 70 mortos em abril. A Opaq investiga se foi utilizado cloro e gás sarin.

Em comunicado, a organização ainda ressaltou que a missão da Opaq é determinar “se armas químicas foram utilizadas”, mas seu trabalho “não inclui identificar quem é o responsável” pelas supostas ofensivas.

Sobre Redação MBQ NEWS - RB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *