terça-feira , 19 de novembro de 2019
Novidades
Home / Notícias / Bahia / Prefeitura zera dívida antiga com Hospital Aristides Maltez
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Prefeitura zera dívida antiga com Hospital Aristides Maltez

A Prefeitura repassou ao Hospital Aristides Maltez o montante de R$1.671.000,00 para quitação de débitos da administração municipal com a instituição ocorridos até o fim de 2012. A ação foi firmada em encontro entre o prefeito ACM Neto e o presidente da Liga Bahiana Contra o Câncer (LBCC), Aristides Maltez Filho, ocorrido na segunda-feira (16), no Palácio Thomé de Souza. Também esteve presente o secretário municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, em seu último ato oficial antes de se despedir do cargo por decisão pessoal. O pagamento foi feito em parcela única.  A LBCC é a matriz do Hospital Aristides Maltez (HAM), que é o primeiro hospital especializado em tratamento do câncer no país. Filantrópica e sem fins lucrativos, a unidade de saúde atende atualmente a 3 mil pessoas diariamente.

Sobre Móises Bisesti

Móises Bisesti
Apresentador do programa de rádio “Força do Povo”, MOISÉS BISESTI dirigi a equipe de jornalismo da Rádio Cruzeiro, que tem audiência em 75% dos municípios da Bahia. Formado em Economia pela UCSAL, em Direito pela Faculdade do Nordeste e em Rádio e Televisão pela Gama Filho, atua há vinte e cinco anos na área de comunicação social sempre em contato direto com o público e autoridades políticas, médicas e jurídicas. Iniciou sua carreira como repórter da TV Itapoan/ Rede Record, no Telesportes e Lance livre na área de esportes, além do Balanço Geral programa jornalístico. Na TV Band apresentou o Jogo Aberto, também na linha de jornalismo popular, trabalhando como âncora da Band News FM. Defende a liberdade das ideias, a informação da notícia centrada no fato, na busca da verdade mantendo a objetividade e independência com foco na prestação do serviço público. Com uma linguagem moderna, leve e desenvolta conquista pela clareza e objetividade nas informações sem perder de vista a ética e responsabilidade do comunicador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *