sexta-feira , 6 de dezembro de 2019
Novidades
Home / Notícias / Sem Lula e Joaquim Barbosa, Bolsonaro lidera as intenções de votos aponta CNT/MDA
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Sem Lula e Joaquim Barbosa, Bolsonaro lidera as intenções de votos aponta CNT/MDA

Segundo pesquisa CNT/MDA, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) aparece em primeiro lugar nas intenções de votos. Realizada depois da desistência de Joaquim Barbosa, e sem incluir Lula, de quarta (9) a sábado (12), a pesquisa tem 95% de confiança.

 O parlamentar é o preferido de 18,3% dos 2.002 eleitores, que responderam a pesquisa em 137 cidades do país. Na sequência, Marina Silva (Rede) aparece com 11,2% das intenções de voto e Ciro Gomes (PDT), com 9%. Como a pesquisa tem margem de erro de 2,2%, os dois registram um empate técnico na segunda posição. Com Lula na disputa, o ranking fica diferente. O petista lidera com 32,4% das intenções de votos enquanto Bolsonaro cai para 16,7% e Marina fica com 7,6%. Em ambos os cenários, os pré-candidatos Henrique Meirelles (MDB), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Guilherme Boulos (PSOL) e Manuela D’Ávila (PCdoB) pontuam menos de 1%.

Sobre Móises Bisesti

Móises Bisesti
Apresentador do programa de rádio “Força do Povo”, MOISÉS BISESTI dirigi a equipe de jornalismo da Rádio Cruzeiro, que tem audiência em 75% dos municípios da Bahia. Formado em Economia pela UCSAL, em Direito pela Faculdade do Nordeste e em Rádio e Televisão pela Gama Filho, atua há vinte e cinco anos na área de comunicação social sempre em contato direto com o público e autoridades políticas, médicas e jurídicas. Iniciou sua carreira como repórter da TV Itapoan/ Rede Record, no Telesportes e Lance livre na área de esportes, além do Balanço Geral programa jornalístico. Na TV Band apresentou o Jogo Aberto, também na linha de jornalismo popular, trabalhando como âncora da Band News FM. Defende a liberdade das ideias, a informação da notícia centrada no fato, na busca da verdade mantendo a objetividade e independência com foco na prestação do serviço público. Com uma linguagem moderna, leve e desenvolta conquista pela clareza e objetividade nas informações sem perder de vista a ética e responsabilidade do comunicador.