segunda-feira , 30 de março de 2020
Novidades
Home / Notícias / Bahia / Suspeito de tráfico de drogas é preso com 100 kg de maconha dentro de geladeira na Bahia
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Suspeito de tráfico de drogas é preso com 100 kg de maconha dentro de geladeira na Bahia

Um homem de 49 anos foi preso com 100 kg de maconha escondidos em uma geladeira, dentro de casa, e 3 kg de cocaína que estavam em malas de viagem, na quinta-feira (22), na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. A prisão foi feita por agentes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), no bairro Brasil. A maconha estava distribuída em vários tabletes. A cocaína, segundo a polícia, era em pó e pura, pronta para comercialização, e estava em dois sacos plásticos. De acordo com a Polícia Civil, o preso, identificado como José Carlos Alves de Moreira Santos, conhecido como Carlinhos, tem passagem por tráfico em São Paulo e era um dos principais fornecedores de drogas de Vitória da Conquista. Ainda segundo a polícia, uma balança de precisão, dinheiro do tráfico, embalagens usadas no comércio das drogas e um veículo utilizado no tráfico foram apreendidos na casa do suspeito.

Sobre Móises Bisesti

Móises Bisesti
Apresentador do programa de rádio “Força do Povo”, MOISÉS BISESTI dirigi a equipe de jornalismo da Rádio Cruzeiro, que tem audiência em 75% dos municípios da Bahia. Formado em Economia pela UCSAL, em Direito pela Faculdade do Nordeste e em Rádio e Televisão pela Gama Filho, atua há vinte e cinco anos na área de comunicação social sempre em contato direto com o público e autoridades políticas, médicas e jurídicas. Iniciou sua carreira como repórter da TV Itapoan/ Rede Record, no Telesportes e Lance livre na área de esportes, além do Balanço Geral programa jornalístico. Na TV Band apresentou o Jogo Aberto, também na linha de jornalismo popular, trabalhando como âncora da Band News FM. Defende a liberdade das ideias, a informação da notícia centrada no fato, na busca da verdade mantendo a objetividade e independência com foco na prestação do serviço público. Com uma linguagem moderna, leve e desenvolta conquista pela clareza e objetividade nas informações sem perder de vista a ética e responsabilidade do comunicador.