quinta-feira , 16 de agosto de 2018
Home / Notícias / Bahia / Tecnologia japonesa para despoluição do Rio Sapato, Lauro de Freitas 
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Tecnologia japonesa para despoluição do Rio Sapato, Lauro de Freitas 

A proposta, apresentada na noite da última sexta-feira (8), pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Lauro de Freitas (Semarh) encerrou as ações da Semana do Meio Ambiente com o lançamento do projeto piloto inédito na cidade. Bolinhas de argilas com formatos irregulares acompanhadas de “bactérias do bem” são capazes de contribuir na despoluição de rios de forma eficaz e segura.  A expectativa é a de que nos próximos doze meses o manancial que banha o município em mais de sete quilômetros de extensão, reduza os índices de poluição com a melhora significativa da qualidade de suas águas.

De acordo com o secretário da Semarh, Juraci Alves, a ação é fruto de uma parceria público-privada entre a prefeitura e a AMBIEM – empresa responsável pela tecnologia EM na América Latina. Incialmente os microrganismos serão lançados em dois pontos, com extensão de quatro quilômetros. O primeiro na Avenida Beira Mar e o segundo no local onde o manancial recebe os efluentes lançados pela Lagoa dos Patos.  Desenvolvida há mais de 40 anos no Japão, a tecnologia já foi aplicada em vários rios pelo mundo. O engenheiro agrônomo e diretor da AMBIEM, Cid Simões, explicou que assim como ocorre na fabricação de alimentos que levam nas receitas a ajuda das bactérias para fermentar e trazer benefícios à saúde humana, o mesmo ocorrerá no Sapato.  Simões explicou que, ao serem lançados nas águas do rio, esses microrganismos agirão na decomposição do lodo que fica depositado no fundo.

Sobre Redação MBQ NEWS - AB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *