Home / Notícias / Vacinação contra a gripe é adiada; fornecedor das doses diz que não há contrato com o ministério
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Vacinação contra a gripe é adiada; fornecedor das doses diz que não há contrato com o ministério

A campanha de vacinação contra a gripe, que seria realizada a partir de 16 de abril, foi adiada em dez dias em diversos municípios brasileiros – que alegam demora na entrega das doses – e começará agora por volta do dia 26. Embora os municípios estejam adiando a data da campanha, o Ministério da Saúde afirma que não há prazo fechado para o início da vacinação, que ainda será anunciada. No ano passado, a vacinação contra a gripe começou no dia 17 de abril. Sem falar diretamente sobre o atraso, o ministério disse em nota que a data de vacinação é adaptada conforme a produção e entrega dos lotes de vacina. A pasta disse ainda que o imunizante leva seis meses para ficar pronto e que a fabricação depende também da informação sobre as cepas do vírus que estão circulando com mais frequência no Hemisfério Sul, que devem ser atualizadas pela Organização Mundial da Saúde. O Instituto Butantan, no entanto, diz que está pronto para entregar as doses, mas não há um contrato fechado com o Ministério da Saúde. A entidade informa que produziu 5 milhões de doses com antecedência com a verba do ano passado — e que a expectativa era entregar 60 milhões de doses até o final de maio, data prevista para o fim da campanha nacional. Sobre a produção das cepas, o Instituto Butantan afirma que essa informação é atualizada todos os anos pela Organização Mundial da Saúde e que, assim que a OMS divulga a informação, o instituto já começa a produção das vacinas.

Sobre Redação MBQ NEWS - AB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *