terça-feira , 19 de novembro de 2019
Novidades
Home / Notícias / Bahia / Varejo baiano: Prejuízo calculado fica em torno dos R$ 150 milhões
Foto divulgação: Google
Foto divulgação: Google

Varejo baiano: Prejuízo calculado fica em torno dos R$ 150 milhões

O prejuízo estimado para comerciantes do varejo pode chegar a R$ 150 milhões por dia na Bahia, reflexo da paralisação dos caminhoneiros em todo o país.

Varejo estima prejuízo que pode chegar a R$ 150 milhões por dia na Bahia, em virtude da paralisação dos caminhoneiros em todo o país. Só em Salvador e Região Metropolotana, o prejuízo estimado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo é de R$ 50 milhões.

A Fecomércio divulgou hoje (25), como provas de uma situação que classificou como “verdadeiro colapso”, as dificuldades para atender à demanda da população, que, assustada com as notícias, corre para os principais pontos de venda a fim de garantir estoques de produtos. A situação é grave, deixa claro o comunicado da Fecomércio.

“O problema é sério e tem efeitos que vão além do mais óbvio desabastecimento imediato de alguns itens”.

Sobre Móises Bisesti

Móises Bisesti
Apresentador do programa de rádio “Força do Povo”, MOISÉS BISESTI dirigi a equipe de jornalismo da Rádio Cruzeiro, que tem audiência em 75% dos municípios da Bahia. Formado em Economia pela UCSAL, em Direito pela Faculdade do Nordeste e em Rádio e Televisão pela Gama Filho, atua há vinte e cinco anos na área de comunicação social sempre em contato direto com o público e autoridades políticas, médicas e jurídicas. Iniciou sua carreira como repórter da TV Itapoan/ Rede Record, no Telesportes e Lance livre na área de esportes, além do Balanço Geral programa jornalístico. Na TV Band apresentou o Jogo Aberto, também na linha de jornalismo popular, trabalhando como âncora da Band News FM. Defende a liberdade das ideias, a informação da notícia centrada no fato, na busca da verdade mantendo a objetividade e independência com foco na prestação do serviço público. Com uma linguagem moderna, leve e desenvolta conquista pela clareza e objetividade nas informações sem perder de vista a ética e responsabilidade do comunicador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *